Artigos

Independência Editorial

“Independência, criticismo, apartidarismo e pluralismo são princípios que estão presentes em cada texto independente da plataforma mas, têm sua essência na mídia impressa e com ela ganham relevância.

Antonio Carlosde Moura

“Independência, criticismo, apartidarismo e pluralismo são princípios que estão presentes em cada texto independente da plataforma mas, têm sua essência  na mídia impressa e com ela ganham relevância.

O impresso carrega a portabilidade, o aspecto sensorial, o ritual, acentua e provoca a analise profunda do que acontece no bairro, cidade, pais e mundo.

Ele documenta a informação.

O impresso transmite a credibilidade da marca para cada anuncio publicado: como lançar um empreendimento imobiliário sem utilizar o meio jornal e atingir todos os objetivos pretendidos que vão da venda efetiva até a imagem da incorporadora perante o mercado?

Com frequência de veiculações publicitarias, o anunciante constrói uma marca, transforma imagens preconcebidas e vende efetivamente no mesmo dia da publicação.

Para os criativos das agências de publicidade é um mundo infinito. Formatos diferenciados de grande impacto são publicados diariamente, seja em papel normal ou LWC.

Projetos incentivam a participação frequente de anunciantes que multiplicam resultados.

O jovem que esta entrando no mercado de trabalho precisa de argumentos para a próxima reunião com os companheiros de trabalho sobre estratégias a serem seguidas. Sem ler jornal, ele não passa do cafezinho inicial.

A superficialidade tem limites e estes ficam claros em cada conversa, em cada apresentação, em cada interação.

Quando os momentos históricos ocorrem, o meio jornal é a base de sustentação para a denúncia, fiscalização de governos, a luta pela diversidade e pela democracia.

Na nossa historia recente foi este o meio que liderou a sociedade civil para resgatar tais princípios e o pais ser melhor como hoje é Matérias investigativas e criticas a todo e qualquer governo criam o ambiente de que ninguém tem poder ilimitado ou esta acima da lei. Imagine a sociedade sem jornal?

Como encontrar o compromisso e a busca pela verdade. Verdade gerada pela diversidade de anunciantes que vão de grandes empresas ate a pessoa física que anuncia seu carro para vender no próximo domingo.

Diversidade que impede pressões de qualquer espécie, diversidade que mantem a independência .

Veiculo impresso não tem amigos ou inimigos. Tem leitores e anunciantes interessados nos resultados no mercado que este pode gerar. Liberdade de imprensa passa sempre pela liberdade de expressão comercial. Independência editorial só existe com saúde empresarial gerada pela compra do exemplar e do anúncio publicado.”

Antonio Carlos de Moura – Diretor Executivo Comercial Grupo Folha