Notícias

Discurso de Caio Barsotti – CENP

APP Brasil - Calhau

Senhoras, Senhores, autoridades presentes, bom dia.

O CENP tem a honra de recebê-los aqui no Grupo de Mídia, reconhecido ambiente de talentos e técnica, para este encontro, que prefiro chamar de reunião de trabalho –  no qual, em nome de anunciantes, agências e veículos de comunicação, marcamos o início de um ciclo importante na área de mídia. Consolidamos agora, as bases para credenciamento técnico de fornecedores com especialização na verificação da circulação e distribuição dos veículos impressos de comunicação.

Vivemos um tempo especial da história do homem. Um tempo marcado pela preocupação com a sustentabilidade, que nos assegurará o futuro, e a transparência, que torna as relações mais respeitosas e éticas. O que estamos iniciando é parte do que o mercado de publicidade está oferecendo à sociedade como proposta de transparência, em linha com a importante lei que passou a vigorar ontem (Lei de Acesso à Informação), que conta com comprometido apoio de governos de toda as esferas e de toda a sociedade, e que auxiliará muito a administração pública a seguir, mais aceleradamente, no caminho da profissionalização da gestão.

Boa gestão pública representa melhores condições de desenvolvimento do setor privado.

A história da verificação de circulação dos veículos impressos em nosso país é formidável exemplo de autorregulação e elogiável para o mundo da publicidade. Iniciou-se no meio do século passado,  na transição do país rural para o urbano, por iniciativa das entidades de anunciantes, agências e veículos com a criação do Instituto Verificador de Circulação-IVC,  que, pela respeitabilidade do trabalho que desenvolve há 50 anos, é um patrimônio do mundo publicitário.

O CENP, por meio de seu Comitê Técnico de Mídia adotou como parâmetro, para o credenciamento daqueles que desejarem realizar verificação de circulação, toda a experiência acumulada com o IVC.

É importante, como registro e reconhecimento dizer neste encontro, que a exigência de verificação de circulação, além de antiga reivindicação legítima dos anunciantes privados e públicos, é prioridade de pauta, há muitos anos, da ANJ e da ANER e hoje, pelo que sentimos, aspiração de todo o segmento de comunicação impressa.  O CENP, há 7 anos participa ativamente dos debates que ora encerram este ciclo preparatório.

Registro também que chegamos a este momento graças ao apoio de nossas entidades fundadoras, com destaque as aqui presentes: ABA, ABAP, FENAPRO, ANJ E ANER, bem como da ADJORI BRASIL, ADI BRASIL, APJ E ANATEC, e com a valiosa contribuição técnica do IVC e do Grupo de Mídia de São Paulo.

Senhoras e Senhores,

Esta iniciativa, ao propiciar condições técnicas para ampliação dos horizontes de formação de receita publicitária dos veículos, acaba por contribuir para o fortalecimento da democracia, uma vez que veículos financeiramente sustentáveis são livres para o exercício da liberdade de expressão.

O CENP, com o que iniciamos hoje, colabora para a transparência no mercado publicitário privado e também contribui, em respeito aos princípios constitucionais da legalidade, publicidade e economicidade, com o universo da publicidade pública.          

É bom que assim seja.

É compromisso que temos com a ética setorial.

Obrigado pelo apoio e pela presença.

Confira tudo sobre o projeto do site do CENP.