Notícias

Nosso diretor André Porto Alegre é um dos colaboradores do livro Pensadores da Liberdade

O Instituto Palavra Aberta, entidade que advoga a causa da plena liberdade de ideias, de pensamento e opiniões, realizou na noite da última quinta-feira, 04, o lançamento do livro Pensadores da Liberdade – Liberdade e Cidadania, na sala de estudos da ESPM.

A atual publicação com prefácio do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, reuniu profissionais de várias áreas para expor diversos assuntos que envolvem a liberdade de expressão.

André Porto Alegre, jornalista, publicitário, consultor de empresas e diretor executivo e Membro do Conselho de Administração da APP, expressa sua opinião sobre a atuação do CONAR com o artigo “A totalidade e a não verdade”, “O CONAR é uma das mais legitimas manifestações de organização da sociedade brasileira. Por meio da autorregulamentação, o conjunto de atores da produção da propaganda (cliente, agência, veículos e serviços) junto com a sociedade civil operam a favor de uma propaganda ética e responsável. Aproveitei o convite para participar do livro Pensadores da Liberdade, para escrever sobre essa experiência de civilidade representada pelo CONAR por meio de um caso emblemático para a entidade que foi o lançamento da cerveja Devassa”, destaca André Porto Alegre.

Ao todo, são 17 artigos que abordam temas como os limites éticos da propaganda, a liberdade na era digital, o direito (ou não) ao esquecimento, a liberdade cidadã, o uso da Internet pelas crianças, liberdade de expressão comercial, a língua e os direitos humanos, entre outros que trazem à tona uma realidade: cidadania e liberdade são conceitos históricos, cujos sentidos mudam com o passar do tempo sem perder a sua essência.

A edição também conta com a colaboração dos profissionais André Luiz Lopes dos Santos, Armando Rovai, Carlos Affonso Souza, Carlos Eduardo Lins da Silva, Carol Elizabeth Conway, Cássio Andrade, Dad Squarisi, Fabio Gallo, Gustavo Binenbojm, Leão Serva, Marcelo Rech, Marco Aurélio Mello, Marco Sabino, Miguel Ângelo Cançado, Paulo Tonet Camargo, Pedro de Santi, Roberto Muylaert, Ronaldo Lemos e Vitor Morais Andrade,

Fonte: www.palavraaberta.org.br